Manifesto Prá Escambá

Nós, os seres Procriantes dos Desejos, Atuadores de Ideais (ou simplesmente Humanos), viemos através desse manifesto pensar para além da lógica do capital; para além dessa lógica cruel em que as vidas humanas são mediadas por papéis e metais.

Não acreditamos em relações mediadas por dinheiro. Desejamos relações mediadas pelo reconhecimento do Outro, das necessidades desse Outro em detrimento da vontade de simplesmente consumir e acumular. Desejamos relações em que é possível um diálogo para além do “Quanto custa?”.

A lógica do capital nos diz que somos proprietários do que temos e, sendo assim, acumulamos daquilo que nos apropriamos. Muitas vezes nem precisamos do que temos. Mas tememos um dia precisar e, assim, muitas coisas vão ficando paradas a nossa volta, sem uso, sem atividade. Coisas essas que nos mobilizam energia para poder cuidá-las e preservá-las, pois afinal tememos: “Quem-Sabe-De-repente-Talvez-Um-Dia-Eu-Possa-Vir-a-Precisar”. São coisas com as quais muitas outras pessoas poderiam estar se beneficiando e tendo uma vida melhor, fazendo com que cada um sofra menos com esse apego. Contudo, devido a nossa vontade de sempre manter guardado algo que talvez nunca iremos usar, muitos acabam tendo que comprar, gerando sempre um ciclo de mais produção e consumo, sendo que o que precisamos já está ai em nossa cidade guardado e mofando dentro de algum armário mesquinho. Cada pessoa fazendo isso é que cria a necessidade de estarmos sempre consumindo, guardando e cuidando (mesmo que nunca venhamos a usar novamente tal objeto). Deixamos de viver plenamente sempre com medo de perder o que acumulamos, de nos faltar algo, de roubarem aquilo que está acumulado em nossos armários. Deixamos de olhar para os outros e para o que eles precisam porque acreditamos que aquilo que nos apropriamos é nosso e de mais ninguém. Desgastamos energia psíquica para termos sempre em mente tudo que temos guardado. Negamos, dessa forma, a necessidade do outro humano em detrimento dos nossos acúmulos.

É pensando nesse desgaste de nossas vidas e nessas relações mediadas por um metal frio ou por um pedaço de papel que acreditamos que o Escambo seja uma maneira de nos desapegarmos daquilo que não estamos usando.

O Escambo é o momento de encontro com o Outro e com as necessidades dele; é o encontro do Outro com nossas necessidades. Através do Escambo, possibilitamos que as coisas tenham valor pelo uso, e não simplesmente pelo acumulo. Com o Escambo colocamos na roda aquilo que está parado evitando que mais produtos sejam fabricados para dar conta das necessidades de cada um. O Escambo é uma atitude ecológica e de equilíbrio.

Leu um livro? Vai ler novamente? Provavelmente não, ou pelo menos não tão cedo. Então devido a essa atitude – de guardar o livro – outra pessoa está deixando de ler, pois ele fica, dia após dia, parado na sua estante. Assim é com roupa, com brinquedos, com materiais em geral, inclusive com conhecimento e prestação de serviço. Imagine agora espaços constantes de Escambo? Espaços em que você sempre encontrará o que precisa?

O Escambo é a possibilidade de todo mundo ter à sua disposição os recursos materiais para viver bem sem precisar o tempo todo de dinheiro para consumir o que precisa.  Tire o peso das coisas paradas da sua casa e de sua mente. Bora lá Escambá!

6 respostas em “Manifesto Prá Escambá

    • Gostou de alguma peça ou objeto? Entre em contato direto com a pessoa que está doando ou trocando. Quem quiser doar, trocar, ou pedir algum produto é só entrar em contato conosco pelo e-mail abaixo colocando os dados do produto, fotos do mesmo, cidade e bairro em que o produto se encontra, que logo estaremos divulgando: escambacomigo@gmail.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s